Evidences RPG
Seja Bem-Vindo ao Evidences RPG.

Um fórum do Mundo de Harry Potter que envolve mistério, suspense e acima de tudo magia.

Se já é um membro, faça o login, se ainda não é, registre-se.



 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
welcome
Seja bem-vindo ao Evidences RPG. Já parou para imaginar uma Universidade Bruxa? A época de transição dos personagens da adolescência para a vida adulta. Misturado com suspense e drama, esse RPG mostra o mundo de J.K. Rowling visto por outra perspectiva. Junto com magia e suspense, Poor Caravell é uma ex-fortaleza para refúgio de guerra que guarda muitos segredos. Assassinatos, pistas, anagramas. Sua resolução? Não há. Quem terá de ser o detetive, desvendar as pistas e ver o que há por trás de vários assassinatos nesta Ilha, não será só o seu personagem, mas você também. Venha desvendar o jogo de códigos.
25/12/49
Tarde
.
Ano: 2049
Dia da Semana: Sexta-Feira
Mês: Dezembro
Lua: ------
Estação: Inverno
Previsão do Tempo e Ações do Período: A neve volta a cair sobre os terrenos da PCU. Um vento gélido sopra na direção sul, pouco convidativo a sair das Fraternidades. Finalização das ações da Manhã.
Duração do Período: 06 de Maio até 20 de Maio.
Parceiros:
Para tornar-se um parceiro deste fórum, entre com a conta Parceiro e envie uma MP para O Narrador com o link do fórum e um Button!
Últimos assuntos
» Modelo de Matrícula
Qua Jan 18, 2012 10:03 pm por Annabella M. Evans

» Matricular-se
Dom Jan 15, 2012 7:20 pm por Jaeky Phantaimes

» Minha Matricula
Ter Nov 15, 2011 3:05 am por Stela Turner

» Juliana Frick
Sab Out 01, 2011 1:01 am por Juliana Frick

» Ômega Kappa Quidditch
Ter Jul 26, 2011 6:57 am por Cream Cracker

» Nova Hogwarts!
Dom Abr 03, 2011 2:15 am por alexrommel

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:40 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:38 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Ter Mar 08, 2011 8:46 pm por Felipe S.

» Duane Burbridge Allman
Dom Jan 16, 2011 2:58 pm por Duane Allman

» Freya Russell Mozart
Sab Dez 18, 2010 9:21 pm por Freya Russell Mozart

» CERINA IANEVSKI
Sex Out 15, 2010 11:30 pm por Cerina Ianevski

» Lenora Slater
Sex Set 10, 2010 9:36 pm por Lenora Slater

» Matricula Bruno Kusac
Ter Jun 15, 2010 6:03 pm por Bruno Kusac

» Layfávre;Katherina
Qua Jan 13, 2010 4:25 am por Katherina Layfavre

Todo o conteúdo deste fórum de RPG foi baseado no universo de J.K. Rowling, meramente adaptado para o jogo.
.
Todo o design feito por Joker e Didica, desde a base à edição. Todos os direitos reservados.
.
Evidences RPG - The Newborn Age

Compartilhe | 
 

 LANDIEW, Marien

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Marien Landiew
2º Ano
2º Ano


Número de Mensagens : 265
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: LANDIEW, Marien   Dom Fev 22, 2009 2:28 am

The Player Behind The Character__

Player: Raf, dãar, todo mundo sabe disso. Rafa, Raf, Rafs, Lavigne, Rafael e seja lá o que me chamam U_U Eu tenho uma mulher em on, mas sou cabra macho. Razz

Idade: 12 anos (y)

Cidade: Sampaulo Razz

Já jogou com a Equipe Dissendium antes? É óbvio que sim

Como descobriu o Poor Caravell? Subnicks alheios :*


The Character__

Important things about


Nome Completo: Marien Landiew, prazer. Meu nome, eu gosto, mas eu não acho
muito a minha cara não. Pelo que eu sei, Marien significa 'Aquela senhora bela
que nos guia. Não que eu seja feia, mas dependendo do sentido da palavra
'guia', eu não guio ninguém não. Mas enfim, voltando ao nome, Marien seria uma
variação de María, de origem árabe. É o nome de uma santa. Eu só não sei onde
minha mãe arranjou esse nome, porque de santa... Eu prefiro não comentar.
Então, como minha mãe nunca gostou de seu nome do meio 'Neyer', ela só me deu
dois nomes, e como eu não sei e nem tenho coragem o suficiente de perguntar pra
minha avó (se é que ela tá viva), o que significa 'Landiew', a gente pula essa
parte, e vai pra uma pior.

Idade: Eu não sou assim, tão velha, mais esse nunca foi e nunca será (talvez se
eu viver bastante um dia seja, mas enfim) o meu assunto preferido. E tenho
certeza, de nenhuma mulher. Mas chega de enrolar e vamos direto ao ponto. Eu
tenho 18 anos de vida. Faço meus 19 no dia que você pode ver a baixo. É, aqui
em baixo mesmo. É dear, sou quase uma adulta agora. É, não é tão legal quanto
eu pensava falar que se é uma 'adulta', mas é a vida amiguë.

Data de Nascimento: 01/01/2031 ou 31/12/2030, como preferir, eu nasci na meia
noite, então, a gosto do freguês, como diria... O padeiro. Mas então, vamos se
aprofundar um pouco na data.
Meu signo, não é muito minha cara, assim como meu nome. Capricórnio tem poucas
características em comum comigo. Organizada e prática, nem um pouco, eu admito.
Charme e orgulho, essa com certeza tá na minha lista, charme principalmente,
adoro ;*. Ligado a coisas materiais e pé no chão, só pra a primeira, pé no chão
eu não sou nem aqui nem onde Merlin perdeu as calças. Enfim tem várias outras
características do capricorniano, (eu não sou corna ok :*) mas eu não podia
deixar de comentar uma coisa muito importante, e que me agrada muito. O beijo
dos nativos de Capricórnio. ''As pessoas de Capricórnio parecem quetinhas,
tímidas, um pouco assexuada... Até você ficar a sós com ela.'' Vamos por partes
então. A parte do quetinhas, tímidas e um pouco assexuada, erra feio, porque eu
não sou nenhum pouco - principalmente o último. Mas a parte do ficar a sós,
hohoho, aí é outra história. Mas então, continuando... ''O beijo capricorniano
é contido, porém calculado: ele sabe onde quer chegar, ele sempre sabe.'' É,
isso eu também concordo, eu não sou daquelas bitchs que querem engolir o
parceiro. Contido, calculado e objetivo. ''Portanto, ele/a não é lento, é
oportuno, estratégico.'' Por isso que eu quis falar do beijo, ele sempre
concorda comigo! ''Faz parte de seu jogo de sedução ter um certo controle da
situação.'' E novamente, está exato, eu gosto de ter o controle. Mas enfim, o fim.

Nacionalidade: Nederland, Noord-Holland, Amsterdam (L) Assim, eu ficaria aqui
durante muito tempo falando tudo o que sei, fiz, ouvi falar e tenho vontade de
fazer nessa minha cidade, no meu país. Mas como isso diminuiria, minha
história, eu vou resumir minha Amsterdam em algumas, frases... A cidade, não
estou sendo patriota, é linda. Um dos centros da Europa, boa estrutura, bom
transporte e não posso esquecer dos canais. Mas, acima de tudo isso, à uma
coisa que não só eu, mas todo turista, morador ou seja lá quem, conhece ou tem
vontade. Red Light District, é a preferência de nome de alguns. De Wallen é
como eu o chamo, mas se quiser ser direto, pode chamar de Distrito da Luz
Vermelha. É lá que eu vivi minha vida. É aquele lugar, que acima de tudo, eu
amo. Eu disse que ia falar pouco, então, encerro por aqui.

Sangue: Pure-blood. Não é só porque eu sou da Sly, que eu tenho esses problemas
com nascido-trouxas e afins. Tenho orgulho de ser sangue-puro, mas não a ponto
de diminuir os que não possui tão sangue, nunca tive e nem terei problemas
quanto a isso. Eu queria guardar isso pra história, mas não tem como não
comentar. Minha mãe é sangue-puro, o meu pai... Shut up, Marien Landiew. Tá,
parei de contar a história

Particularidade: Tirando sedução? É, tem uma sim. Como eu consegui, vai ter que
ler minha história, mas adianto que animagia legal é a particularidade. Registrada
no ministério, não é muito minha cara, mas melhor do que ser descoberta, creio
eu. E impressionante como eu to tentando promover minha história! Ichi, falei
meu segredo.

Photoplayer/Avatar: Katy Perry (L) ídola

Family and Others

Filiação: Fiona Neyer Landiew e eu-não-sei-quem-mais. Então, minha mãe é da
Bélgica. Herdeira de uma família rica e conservadora, minha mãe largou a vida
confortável e boa que ia ter, para aquilo que todos queremos. Veio aqui pra
nossa Holanda, em busca de liberdade. Se ela encontrou, creio que sim. Mas
então, vocês devem estar pensando 'e o pai?' É, esse também é um mistério pra
mim. Minha mãe não diz de forma alguma. Não sei o nome, quem foi, se ele está
vivo, da onde ele veio, eu não sei nada sobre meu pai. Aquele que eu não tive.
Considero minha mãe, meu pai também, a vida é assim, altos e baixos. Eu tenho
uma vida boa, mas não tive um pai. Não há rosas sem espinhos. E deixa eu parar
de filosofar, antes que faça besteiras.

Irmãos: Os traços mexicanos, o cabelo preto e os olhos azul escuros prevalecem
em minha pequena irmã, de 2 anos. Muita coisa ainda vai mudar em Emanuelle
Sanches Landiew, mas por enquanto, ela é assim, uma mistura de eu e de
mexicano. Pai ela tem, o nome é Pablo Sanches, não conheço e não me interesso. Mas
tenho que admitir, mesmo com minhas broncas de irmã mais velha, eu amo minha
Manuzinha. Será que ela vai ser parecida comigo?

Outros Familiares: Pela Bélgica, devo ter alguns espalhados por aí. Primos,
avós, tios e afins. Não conheço e não sou muito chegado a minha família
materna, acho que minha avó ainda guarda rancor por minha mãe ter fugido de
casa. Eu vi meus avós só três vezes na minha vida. Eles me mandaram algumas
coisas em alguns aniversários, como o pingente no primeiro ano de idade, galeões
aos 15 e mais galeões nos 18. Acho que eles sentem falta, apesar de toda raiva,
de minha mãe. Tios e primos, só sei de nome, por que nunca vi nenhum. Acho que
eles não gostam de mim, mas não posso dizer com certeza. Mas enfim, deixa eu
parar de querem contar minha história.

Família (em caso de Herdeiros/Tradicionais): Não. Ok, eu não ia deixar esse ser
a minha menor resposta, então eu direi: Não, por enquanto, não. Mas...

Fears & Defects

Manias: Lá vou eu escrever tudo o que não gosto em mim, mas é necessário, pelo
menos não é a pior parte...

Sabe naquela aula chata, naquela conversa com os pais, discutindo a relação ou
impaciente? Aí você começa a desenhar, corações, jogos da velha, estrelinha e
inúmeras outras coisas irrelevantes no primeiro pedaço de papel que você vê?
Pois então, essa é minha primeira e mais frequente mania. Meus pergaminhos,
estão cheios disso, pra falar a verdade, mas vamos seguir então.

A segunda das minhas 'poucas manias', é, tenho certeza um mal universal, mais
presente nas mulheres, mas que existe nos homens também. Aquela que você na
impaciência, no tédio ou no nervosismo. Eu superei essa mania, pelo menos eu
digo isso - porque as recaídas são frequentes, mas mesmo assim, resolvi
citá-la. O pesadelo de todas as mulheres de unhas perfeitas, 'o roer unhas'

A terceira, é a pior delas. Eu não queria citar isso aqui, mas não gosto de
omitir fatos, só quando necessário. Esse, não é exatamente uma mania, prefiro
chamar de vício. Admito isso, não tenho vergonha. Eu fumo (y). Calma, calma, eu
não fumo nada 'assim', tão pesado, não frequentemente. Eu fumo cigarro e
algumas coisas básicas, como narguile. É coisa de 'trouxas', mas sabe como é,
eu não vivo em nenhum esconderijo de bruxos, então estou sujeita as coisas dos
trouxas. Mas, pensemos pelo lado bom, eu não tomo remédios de depressão com bebidas.
Mas...

A quarta, é também um vício. Não, eu não sou alcoólatra, mesmo não dispensando
uísque e drink's, mas enfim, voltando pro vício. Não é de fumar e nem de
cheirar, e esse, é mais velho que o cigarro, que a bebida. É a popular
'balinha'. Ela é vendida nos cafés da 'De Wallen', e na primeira vez que me
deram, eu achava sinceramente, que era bala de menta. Eu era 'inocente' poxa!
Hoje, tirando outras coisas mais, na bolsa eu tenho cigarro, balinhas e uísque.
É, a vida é feita de vícios e eu que lhe diga.

Eu tenho outras manias, mas todas muito irrelevantes, como mexer no cabelo,
balançar as pernas quando estou nervosa e afins, mas eu não vou citar todas,
não quero ser mais cansativa do que estou sendo.

Qualidades: As qualidades, eu gosto de descrever, na verdade, quem não gosta?
Todo ser humano tem defeitos e qualidades. Os defeitos, deixo pra depois.

A primeira dessas qualidades, é pra alguns, um defeito, não pra mim. Eu sou
tipo, extrovertida, um pouco além da conta, mas eu gosto disso. Se eu to na rua
e vejo alguém, eu começo a puxar assunto, a perguntar coisas. Como vocês acham
que eu consegui metade da minha lista de homens? As vezes, converso com umas
pessoas antipáticas, mas outras, tornaram, posso me gabar, grandes amigas e
amigos meus. É uma coisa que admiro muitos nas pessoas.

A segunda, é novamente, um defeito pra alguns. Eu sou extremamente liberal,
compreensiva e nem um pouco preconceituosa. Pra mim, não importa a raça, o
sangue, a cor, o sexo, o credo ou seja lá mais os tipos de preconceito que
existem.

Indo então pra terceira qualidade. Agora, vocês devem estar se perguntando como
eu fui parar na Sonserina. A explicação vem justamente nessa qualidade. Eu
cuido do que tenho, mas não me contento com pouco. Uso minhas virtudes para
crescer. Ir mais longe, chegar ao topo. Audácia, é considerado um dos sete
pecados capitais. Não concordo. Busco sim o que quero, mas nunca matei e nunca
torturei ninguém por isso, então, estou limpa.

Mas é claro que eu tenho outras qualidades, mas eu não gosto muito de me gabar.
E outra, algumas coisas são difíceis de descrever, ou eu realmente não quero
comentar. Tipo, eu me considero bonita, simpática e sedutora, mas enfim, vamos
para os defeitos.

Defeitos: Quem gosta de ter defeitos?!? Ninguém, mas todos temos, isso torna
mesmo nós bruxos, humanos. Defeitos estão em qualquer pessoa, ela queira ou
não.

O primeiro deles, assim como a minha audácia, encontra-se nos sete pecados
capitais. Não gosto, mais admito que as vezes sinto inveja de algumas pessoas.
Não é uma coisa boa, eu sei, mas quem não fico com inveja daquele vestido
lindo? Daquele cabelo lindo e perfeito? Eu fico. Inveja, todos temos um
pouquinho, quer admitimos ou não.

Isso de pecado capital tá ficando clichê, eu sei, mas nada posso fazer. Ira, é
o segundo defeito da lista. Não digo que tenho pavio curto, mas garanto que
quando minha irritação é extrema, a ira toma conta do meu corpo. A vingança faz
parte desse pecado, assim como faz parte de mim. Sou sim, uma pessoa vingativa.

E pra encerrar os defeitos que eu vou falar nisso aqui, o cinismo, o sarcasmo e
ironia. Eu sei que são três, eu sei contar, mas vou contar apenas como um.
Sério, eu não resisto a dar aquela provocadinha. Aquele chega-pra-lá. Ou aquele
'hohoho' dumau que eu adoro. Eu sei que é defeito, mas eu não consigo me
segurar. Mas enfim, é esse o 3º defeito da minha listinha.

Eu achei que seria bem mais difícil escrever isso, mas sabe que nem foi assim,
tão difícil? Defeitos que eu gosto {?} de citar, são só esses, mas tenho
outros, não sou assim, tão santa. Falando em santa, prefiro não comentar.
Queimar o filme não é muito bom, não assim, não aqui. Mas então, vamos para os
medos. Será que eu vou ficar com medo? Tá, parei, ok, ok

Medos: Medos, algo meio inexplicável. Por que sentimos medo? É, eu não sei, mas
sei que tenho-os, e não são poucos, aviso desde já.

Citando o primeiro, que na verdade é fobia e não um medo, interprete como
quiser. Eu tenho PAVOR de estilete. De faca eu não tenho, graças a Merlin, mas
estilete e canivete perto de mim, é surdez na certa. É irracional, mas é o meu
maior medo. Se eu vejo um, imagino ele me cortando sozinho, credo, é horrível.
Mas então...

Meu segundo 'grande medo', é um pouco mais racional, muitos sentem. Não, não é
medo da morte, como você deve ter pensado. Eu tenho medo de perder. Não de
perder um jogo ou algo assim, mas de perder algo ou principalmente, alguém. A
falta de uma figura masculina (escrever isso foi estranho) dentro da família,
tornou minha mãe (e agora, minha irmã), meu bem mais valioso e perdê-los nunca
me veio a cabeça. Perder amigos ou ficar sem beijar também seria péssimo.

O último que eu vou falar, é comum nas mulheres desse mundo. Insetos só não me
assustam mais do que estiletes. Baratas, formigas e mosquito. O único que eu
não tenho problemas é o pernilongo, não sei o porque, mas enfim. Inseto mais
cadeira igual a eu em cima dela, com toda a certeza. Eu não sei porque eles
existem, e nem tenho piedade deles. Encerro aqui, um pouco mais cedo, os meus
medos.

Sonhos: Sonhar é fundamental, sem eles, não a vida com alegria. Mas cuidados
com eles também são fundamentais. Se acreditarmos muito neles, nossa realidade
pode virar uma ilusão.

Dessa vez, não vou enumerar itens, vou escrever todos juntos, não tem muito o
que escrever, pra falar a verdade. Não digo que casar, ter uma família ou um
bom emprego sejam meus grandes sonhos. Meu sonho, é continuar sonhando, não
importa quando ou onde. Ok, parei de tentar dar uma de filosofa e ir direto ao
assunto. Sonho em viajar o mundo, do Chile a Austrália. Sonho tolo, eu sei, mas
sonho, é sonho. Sonho em conhecer meu pai, e isso, mas que um sonho, é um
objetivo. E sim, eu sei que aspirações é aqui em baixo, não se preocupem. Sonho
com liberdade, sonho com a vida. E também sonho em parar de filosofar antes que
isso fique definitivo.

Continua Baby .


Última edição por Marien Landiew em Ter Abr 07, 2009 1:01 am, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marien Landiew
2º Ano
2º Ano


Número de Mensagens : 265
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Dom Fev 22, 2009 2:34 am

Aspirações: Diferente de sonhos, aspirações são mais objetivos e focados. A audácia me ajudou com aspirações passadas, e me ajudara com as atuais e futuras, espero eu. Mas foco é fundamental, adianto.

Como já citei aí em cima, uma das minhas maiores aspirações, é descobrir quem é meu pai. Suas origens, e se ele ainda está vivo, principalmente. A faculdade termina em alguns anos e esse é meu objetivo pra depois disso. Mas então, como todo o caloro ou veterano dessa Universidade, eu quero terminar o meu curso com boas notas e exercer a profissão não seria má coisa. Escrever um livro é meu outro grande objetivo nessa vida. E vocês sabem, se eu quero, eu consigo. Tenho, tive e terei outras aspirações, mas o mistério faz parte de Marien Landiew.


School Years

Academia de Magia: Hogwarts, my baby (L) mais velho do mundo. Mas informações, leia a história Very Happy
Casa/Associação: GO GO SLYTHERIN. Fiz amigos e inimigos e eu resto, lê na
história (propaganda obrigatória)
Méritos Escolares (monitoria, capitania): Rainha do baile e mais homens conta? Aah, que droga, isso não vale! Deveria contar como êxito escolar sim, hunf! Estressei.

Curso desejado: Desde Hogwarts, com a Aparecium, ''exerço'' a profissão. Lá, fazia as entrevistas com o povão. Jornalismo, é uma das minhas maiores paixões. Escrever é tão bom gente. Ler, assim eu não sou muito fã não, mas escrever é mara *o* Enfim, eu falo mais sobre isso na história *o*

NIEM's obtidos nas matérias do Curso (23 pontos de distribuição, mínimo 1,
máximo 6):
Transfiguração 6 ~ estudei pra caramba --'
Feitiços 6 ~ estudei pra caramba --'[2]
OBS do off.: Segundo recomendação da Tia Géh, como só tem os dois de
obrigatórias, desconsidera os 23 pontos e coloca nos dois, se quiserem uma
recomendação, História da Magia seria uma boa pra Jornalismo também. Raf :*

Fraternidade desejada: Estar presa a algo ou alguém, não é muito a minha. Por isso e por outros motivos que não cabe a mim dizer, aqui, hoho, eu optei por não fazer parte de nenhuma fraternidade. O meu quarto exclusivo lhe aguarda.


What doesn't kill you makes you stronger


Atributos pessoais (43 pontos de distribuição, máximo 8, mínimo 1)

Força Física 5 [+2 animagia] = 7

Inteligência 7

Agilidade 5 [+2 animagia] = 7

Reflexos 6 [+2 animagia] = 8

Equilíbrio 5 [+1 animagia] = 6

Influência 7

Popularidade 8

Making a Memory


Continua [2]


Última edição por Marien Landiew em Ter Abr 07, 2009 1:03 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marien Landiew
2º Ano
2º Ano


Número de Mensagens : 265
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Ter Fev 24, 2009 4:07 pm

MAKING A MEMORY

Prólogo ~ Rebeldia = Fiona Landiew

Começos são fundamentais, e uma coisa esse último ano na faculdade me ensinou, coisas fundamentais devem ser cumpridas. Seja em uma coluna, num simples relato ou em um livro. Sempre existem certas coisas necessárias, e nesses casos, eu não fujo a regra. Depois desse relato um tanto quanto inútil, eu inicio minha história. Se vão gostar? Não sei, mas sinceramente espero que sim. Paciência é uma virtude que eu espero que vocês tenham. Antes de realmente começar, adianto para os mais curiosos, que grande parte dessa história, devo ao diário roubado de minha mãe, que escreve sua vida há anos, como eu faço.


Landiew é um simples nome, dá a entender. Se não fosse um deles, acharia exatamente isso, mas sou. Landiew é provavelmente uma das mais tradicionais famílias bruxas da Bélgica. E quando eu digo tradicional, eu digo no sentido literal. Todos os membros da família casavam com pessoas de nome, sangue-puro e ricos. O amor pouco importava, a tradição era o mais importante para todos os membros nos últimos, segundos minhas contas atuais, 145 anos. Mas alguém mudou essa tradição. Alguém que não queria casar-se por dinheiro e tradição. Alguém qual o nome era Fiona, Fiona Landiew.

Minha mãe, como gosto de chamá-la, nunca foi um exemplo de tradição, desde os primeiros anos de sua vida. O dia dela durava até as 5 horas da manhã. Bêbada e drogada, na maioria das vezes. Por algum motivo que eu ainda não consegui descobrir, ela odiava tudo aquilo, mesmo tendo sido criada para ser aquilo, Fiona odiava sua família, suas regras e tradições. Suas notas em Hogwarts também não era muito exemplares, e só passou nos exames porque foi praticamente forçada a estudar.

Seus 17 anos estavam completos, assim como sua formação em Hogwarts. Seus pais não tinham mais a obrigação de cuidar dela, e como eles pretendiam desde que os primeiros sinais de rebeldia apareceram. Depois de uma discussão de horas com seus pais, ela recebeu uma sacola com cerca de 500 galeões e uma mala com algumas roupas. Ela jamais voltou naquela casa, seu orgulho era grande demais para isso.

As pessoas que achava que a ajudaria, recusaram ajudá-la e não lhe restaram opções. Ela conseguiu um emprego como garçonete em uma boate do subúrbio de Bruxelas. E de lá, my mother foi pra Amsterdam. O resto, eu não gosto muito de comentar, não é uma lembrança positiva, mas finalizo dizendo. Aos 45 anos, Fiona Landiew, é mãe de uma filha de 18 anos, ou como eu chamo, eu; e de uma de 2 anos, Emanuelle. É uma bem-sucedida, respeitada e legalizada cafetina da De Wallen e tem uma ótima saúde.


Capítulo 1 – De mãe pra filha

Esse capítulo, não sou eu que vou escrever, os relatos que consegui da minha mãe vão ser repassados aqui. Ela, assim como eu, gostava e escrevia bem. Hereditário, talvez. Não posso dizer com certeza. Peguei somente alguns trechos do diário dela, tudo seria minha vida inteira, e isso não seria muito direto.

04/01/31 ~ ‘’Minha filha nasceu na noite do Ano Novo, na virada da meia noite. Seu peso é bom, 3.500 kg e 49cm de altura. Seu nome é Marien, Marien Landiew. Seu pai não revelo o nome, nem sequer em seu registro, que tem o nome de um amigo meu. Alguns fios pretos levemente ondulados saem de sua cabeça delicada. Os olhos, azuis como os meus, tão pequenos que mal consigo me ver em tal. A pele é branquinha como a neve, e seu sorriso sem dente é encantador. Lembro-me de minha foto de bebê na cabeceira de meu quarto na Bélgica.

Fomos liberadas do hospital em cerca de 3 dias e o peso de Marien aumentou bastante. Ela é um bebê saudável, segundo meu médico. Ela está se adaptando bem a sua nova casa. Está sendo difícil conciliar duas coisas ao mesmo tempo, mas é necessário alguns sacrifícios nessa vida. E eu que vos diga.’’

01/01/32 ~ ‘’Hoje minha pequena, não tão pequena Marien completou 1 ano de vida. Seu terceiro dente está nascendo, e ela ficou um pouco manhosa, mas é natural pelo que sei. Seu cabelo amanheceu liso essa manhã, ao contrário do normal, mas nada que eu deva me preocupar. Ela esta cada vez engatinhando mais tempo, isso é um bom sinal, sua coordenação está boa.

Ela ganhou alguns presentes que guardei no quarto reservado pra ela. Comprei-lhe uma daquelas bonecas trouxas. Ela sorriu. Ganhou também algumas fraldas, mamadeiras e outras coisas relacionadas. Minha mãe descobriu meu endereço de alguma maneira e com algumas simpáticas palavras ‘’Que ela não seja como você’’ mandou um pingente daqueles de abrir, só não falou como se abre. Mas enfim, parabéns para a Marien.’’

27/01/38 ~ ‘’Ela se parece comigo. Seus 7 anos de vida foram completados a alguns dias, e cada vez me vejo mais nela. Ela está cada dia mais bonita e tenho orgulho de dizer e escutar isso. O cabelo antes ondulado, hoje caía em cachos feitos por Manu. Os olhos azuis escuros, dizem como ela está. Ela acordou feliz, como sempre. Algo nessa vida lhe agrada imensamente, eu ainda tento descobrir.

Quase esqueci, seu segundo dente permanente começou a nascer. Ela reclama de dor e do espaço que fica entre os dentes, digo que é necessário e que ela esta linda. Tivemos uma briguinha no final da tarde, ela não parava de falar um segundo. Exatamente como eu nessa idade.’’

02/08/42 ~ ‘’O momento que eu e ela mais esperamos finalmente chegou. Uma coruja trouxe essa manhã uma carta de Hogwarts para ela. Sua alegria era contagiante. Minha mocinha cresceu e ia pra escola. Mas nada é feito somente de rosas. Descobri hoje que ela saiu de madrugada duas vezes semana passada. Exatamente como eu. Agora entendo o que meus pais sentiam, mas não posso fazer nada, ela sabe que fiz exatamente a mesma coisa.

Eu a vi caminhando ao lado de um garoto uns 10 centímetros mais alto que ela. Provavelmente um namoradinho, eles conversavam e andavam colados. Não que isso seja um problema, mas enfim. Os materiais comprarei em breve, ela não vê a hora de embarcar. Ela cresceu rápido de mais e é uma menina linda. Problemas aparecerão por causa disso, estou certa.‘’

08/07/46 ~ ‘’Os resultados dos N.O.M's de Marien chegaram hoje pela manhã e fiquei feliz em constar que ela conseguiu passar em todos os obrigatórios. Liberei a última parte do dinheiro que minha mãe mandou pra ela no seu aniversário de 15 anos, como combinado. Com o que ela gastou, eu não sei, mas creio que vá gastar essa noite. Ela falou que ia sair com uns amigos, pra comemorar. Não acreditei, mas autorizei.

Como cheguei a conclusão de que era mentira? A bolsa que ela não deixava eu chegar perto, a maquiagem, os cachos e o tomara-que-caia. Conheço minha filha como conheço a mim mesmo. Pelo menos ela ainda tem um pingo de responsabilidade e não vai fazer nenhuma burrada, espero eu. As férias escolares estão trazendo algumas mudanças psicológicas e físicas em minha Marien, espero que para melhor.‘’

08/07/48 ~
‘’Marien atingiu as notas necessárias pra faculdade que deseja - e que eu também desejei um dia -, Jornalismo a espera na Poor Caravell University. Sua formatura, tenho que repetir, foi linda, e além disso, pude conhecer algumas das tão faladas amigas de Marien.‘’

Esse foi o último relato que consegui achar de minha mãe. Talvez ela tenha percebido, talvez tenha parado de escrever. Coloquei isso aqui, pois conta minha vida resumidamente, coisas que eu nunca pensei, coisas que eu não me recordo. Minha mãe é a coisa que eu mais amo nessa vida.


Capítulo 2 - Do início ao presente.


As coisas mais relevantes de minha vida, minha mãe já escreveu nos relatos aí de cima, mas vou tentar falar um pouco mais, tudo o que eu lembro, um pouco resumido, admito, mas minha vida é narrada parte dela aí, nesse texto de baixo.

Meu nascimento não foi nem sequer um centímetro planejado, mas acho e espero que minha mãe não tenha se arrependido. Eu nasci numa data um tanto quanto rara de se nascer. Eu fui provavelmente o primeiro bebê nascido no fuso-horário daqui de Amsterdam. Eu tenho quase certeza que nasci saudável. A segunda coisa que eu ouvi, segundo minha mãe, foi ''Happy New Year''. A primeira? ''A beautiful girl!''

Eu nunca fui assim, mimada além da conta. É lógico que minha mãe não era daquelas que só dizia não, mas também não era das que só dizem sim. Eu sempre gostei da vida, desde pequena, ainda me lembro. Minha mãe sempre diz que eu sorria 24 horas por dia. Isso eu não posso dizer com certeza.

Isso que vou dizer, espero que minha mãe não tenha conhecimento. Desde os meus 10 anos de idade, eu saío durante a madruga, de vez em quando. Tem um café no final da rua, que o dono me conhece, e deixava eu entrar. Tenho quase certeza que ele nunca falou nada para minha mãe, mas foi lá que tomei a ''balinha de hortelã''.

Mas enfim, mudando de assunto... Eu nunca fui uma adolescente revoltada, como minha mãe foi. Talvez porque eu seja exatamente como ela era. Não posso dizer que meu local de criação e também minha criação, foram exemplares para outras mães, mas se eu sou feliz hoje, foi por causa de minha mãe. Eu nasci, cresci e vivo na Red Light District, quer melhor lugar pra mim? Aaah, Amsterdam, minha Amsterdam.

Esse capítulo não foi dos mais longos, admito, mas não sei muito da minha infância. E quanto a adolescência, certas coisas merecem ficar ocultas, palavra de Landiew. O próximo capítulo, ah, Hoggy...

Capítulo 3 - Hogwarts, uma história


''Hogwarts, Hogwarts, Hoggy Warty Hogwarts
Teach us something please'' ...

Não poderia deixar de iniciar esse capítulo que fala sobre a época mais importante de minha vida, sem citar parte de seu hino. Hoggy Warty Hogwarts. Lá, passei os melhores 7 anos de toda a minha vida, posso afirmar com certeza. O tempo passou rápido...

Esse momento eu lembro perfeitamente, era uma manhã quente de dois de julho em minha Amsterdam. Minha mãe me acordou afobada, por volta das 11 horas da manhã. Imaginei imediatamente o que era tamanha pressa. A carta de Hogwarts chegara. Aquele era meu maior sonho até então, sempre quis ir para Hogwarts.

Pouco menos de 2 meses depois do episódio, eu embarquei no trem para Hogwarts, de material na mala e ansiosidade de sobra. Essa é uma das melhores lembranças de minha vida. Aos outras 6 vezes que embarquei no trem para o ano letivo de Hogwarts, não foram tão especiais quanto a primeira.

Em 7 anos de Hogwarts, conheci minhas melhores amigas, minhas piores inimigas. Conheci os podres e as coisas boas da vida. Descobri que a vida não é tão simples como parece. Levei broncas e escutei parabéns. Ganhei e perdi pontos. Aproveitei a vida e amadureci. Sorri, chorei e sofri, mas vivi. E acima de tudo, conheci a mim mesma.

Desde a seleção da garotinha bonita e ambiciosa para a sonserina, até a formação da madura, atraente, sedutora e ainda sim, ambiciosa, muita coisa mudou em minha vida. Tanto para melhor, quanto para pior. Mas de uma coisa eu tenho certeza, Marien Landiew é uma mulher.

Aprendi que a vida não é feita só de festas e homens. Para conseguir o que desejei, passei 7 anos de estudo e trabalho árduo. Passei pelos dois exames com boas notas, supreendendo alguns, tenho que citar. A faculdade não seria possível sem o estudo, a perseverança e acima de tudo, o pensamento positivo e para cima, que apenas Hogwarts pode ensinar.

Sem Hogwarts, minha vida teria um vazio enorme, sem ela, seria uma pessoa pior do que sou hoje. Hogwarts me ensinou a ser uma bruxa, me ensinou a ser mulher, me ensinou a ser, humana, mesmo com a magia ao redor. Devo parte de minha existência, A Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Agradeço aos meus professores, mesmo os malas e ao diretor. Agradeço geral por esses sete anos.

Essa foi uma ampliação do que eu falei na formatura. Eu só não falei tudo isso, porque as pessoas ficariam com tédio. Sabe, ás vezes eu falo um pouquinho além da conta. No caso, escrevo além da conta. Mas agora, falando sério, agradeço novamente a essa escola maravilhosa.

Quase me esqueço de falar sobre isso. A animagia; Ela veio no final do 7º ano, quando depois de um ano letivo estudando e treinando para tal, eu finalmente adquiri a animagia, me tornando então uma pantera. Com mais de 17 anos, me registrei no ministério da magia e sou uma animaga legal, nos dois sentindos da palavra.

Só pra encerrar, tenho que dizer apenas duas coisas; Primeiro, Draco Dormiens Nunquam Titilandus, o saudoso lema de Hogs. E mesmo Hogwarts ter me deixado extremamente melosa e eu estar tentado abrir mão disso, eu tenho que dizer; Hogwarts, sempre permanecerá fiel a quem ela recorrer.

Capítulo 4 - Senhora do S'

A.m.i.z.a.d.e, são sete simples letras, que demonstram o maior sentimento que, na minha opinião, alguém pode sentir. Mas até que o do amor, que muitas vezes surge dessa mesma amizade. Amizade, tem de qualquer jeito e de qualquer maneira. Verdadeiros ou não. Por interesse ou não. Eu já tive e já senti de ambas as formas, admito.

Com a amizade, você pode sofrer imensamente. Mas pode ter todo o apoio necessário em qualquer situação. Você pode chorar por uma amizade, mas rir somente por estar com a pessoa. Uma amizade não resume somente em estar e falar com a pessoa, não uma amizade real e verdadeira. Ela se resume no companherismo, nas boas e más horas. Ao amor entre amigos. A amizade, é na verdade, inexplicável. Mas então, indo direto ao ponto...

Não nos conhecemos desde de bebês, mas é como se fosse. Desde a seleção de casas, a cerca de 8 anos, ela é especial para mim e a minha vida. Ela, assim como Hogwarts, tem uma importância incontável na minha vida. Devo a ela horas de falação. Eu simplesmente amo Samantha Sparks, a minha senhora dos S's

É ela, que desde os meus 11 anos de idade, me apoia, me escuta e me ajuda. É ela que sabe dos meus mais secretos segredos, dos meus mais secretos medos, dos meus mais secretos sonhos. Ela me conhece tanto quanto eu. Assim como vice-versa. Ela é, minha melhor amiga em toda o universo.

Mesmo a faculdade não nos separou, e tenho certeza de que assim vai ser para sempre. E eu não tenho mais palavras que possam descrever o que sinto por essa coisuda. Eu nunca fui muito de descrever sentimentos em palavras, sou mais de ação, mas precisava citar essa coisa coisada {?} nessa humilde história da minha vida.

I love you, SSS (L)


Última edição por Marien Landiew em Ter Abr 07, 2009 1:12 am, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marien Landiew
2º Ano
2º Ano


Número de Mensagens : 265
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Sab Mar 14, 2009 2:31 am

6- University

Esse capítulo é curto, não tem muito o que contar. É mais ou menos o epílogo do que esta pra acontecer nesses próximos anos de facul. Aah, faculdade, tudo que um adolescente com hormônios deseja. Sexo, festas e tudo de bom.

Vocês sabem, eu sei me virar. Quanto a faculdade, acho eu que estou indo bem no curso que escolhi, gosto de jornalismo. Minha mesa fica perto da janela, na sede do jornal. Aspiro o cargo de Jornalista-Chefe nesse ano, mas tudo tem seu determinado tempo, garanto-lhes.

Tenho uma vida pela frente, isso tenho certeza. Vivo intensamente cada dia, do jeito que acho melhor, não me arrependo, apenas evoluo. Considero isso não como um lema, mas como estilo de vida.

----
“Eu, Rafael, li e concordo com as regras gerais do Evidences. Responsabilizo-me por todas as atitudes do meu personagem, Marien Landiew,
e estou de acordo com a participação do mesmo em possíveis situações
impostas pelo narrador, de forma a contribuir com a trama central”


AAAAAAAAACABOU *o* THE END DEAR, FINALMENTE



Última edição por Marien Landiew em Ter Abr 07, 2009 1:13 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Marien Landiew
2º Ano
2º Ano


Número de Mensagens : 265
Data de inscrição : 11/02/2009

MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Ter Abr 07, 2009 12:25 am

MUITO IMPORTANTE.

Exclui tudo que tinha sobre o Hendrick e a Bruna, se tiver alguma coisa, favor avisar.


;Agora eu to solteira e ninguém vai me segurar, daqueeele jeeeito (8;
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rainha de Copas
Reitoria
Reitoria


Número de Mensagens : 83
Data de inscrição : 06/02/2009

MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Qui Abr 09, 2009 9:10 pm

Olá Srta. Landiew, vamos dar início à sua seleção...

Nome, Idade, Data de Nascimento, Sangue e Nacionalidade, corretos. Avatar Liberado. Está com sorte minha cara, a última vaga de Animagia Legal é tua, faça bom uso!

Extrovertida, "liberal", às vezes invejosa, sarcástica e irônica. Uma lista extensa Srta. Marien, gostaria que terminasse por aí, mas ainda tem seus vícios para completar o pacote. Enfim, espero boas histórias de você.

Sua História está excelente, devo dizer. Bem detalhada e desenvolvida. Distribuição dos atributos corretos. Espero que se dê bem no seu curso, visto que está apta a cursar Jornalismo.

Não quer pertencer a uma fraternidade? Ora, ora, isso é raro por aqui. Bem, não vejo problemas em deixá-la se hospedar em um dos dormitórios da Poor Caravell University.

Seja bem-vinda às nossas Instalações, Srta. A realeza estará de olhos em você...
Atenciosamente,
Rainha de Copas

_________________
## Fantastic Four... Friends of the Heart!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: LANDIEW, Marien   Hoje à(s) 6:48 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
LANDIEW, Marien
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Evidences RPG  :: Secretária :: Matrículas-
Ir para: