Evidences RPG
Seja Bem-Vindo ao Evidences RPG.

Um fórum do Mundo de Harry Potter que envolve mistério, suspense e acima de tudo magia.

Se já é um membro, faça o login, se ainda não é, registre-se.



 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
welcome
Seja bem-vindo ao Evidences RPG. Já parou para imaginar uma Universidade Bruxa? A época de transição dos personagens da adolescência para a vida adulta. Misturado com suspense e drama, esse RPG mostra o mundo de J.K. Rowling visto por outra perspectiva. Junto com magia e suspense, Poor Caravell é uma ex-fortaleza para refúgio de guerra que guarda muitos segredos. Assassinatos, pistas, anagramas. Sua resolução? Não há. Quem terá de ser o detetive, desvendar as pistas e ver o que há por trás de vários assassinatos nesta Ilha, não será só o seu personagem, mas você também. Venha desvendar o jogo de códigos.
25/12/49
Tarde
.
Ano: 2049
Dia da Semana: Sexta-Feira
Mês: Dezembro
Lua: ------
Estação: Inverno
Previsão do Tempo e Ações do Período: A neve volta a cair sobre os terrenos da PCU. Um vento gélido sopra na direção sul, pouco convidativo a sair das Fraternidades. Finalização das ações da Manhã.
Duração do Período: 06 de Maio até 20 de Maio.
Parceiros:
Para tornar-se um parceiro deste fórum, entre com a conta Parceiro e envie uma MP para O Narrador com o link do fórum e um Button!
Últimos assuntos
» Modelo de Matrícula
Qua Jan 18, 2012 10:03 pm por Annabella M. Evans

» Matricular-se
Dom Jan 15, 2012 7:20 pm por Jaeky Phantaimes

» Minha Matricula
Ter Nov 15, 2011 3:05 am por Stela Turner

» Juliana Frick
Sab Out 01, 2011 1:01 am por Juliana Frick

» Ômega Kappa Quidditch
Ter Jul 26, 2011 6:57 am por Cream Cracker

» Nova Hogwarts!
Dom Abr 03, 2011 2:15 am por alexrommel

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:40 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:38 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Ter Mar 08, 2011 8:46 pm por Felipe S.

» Duane Burbridge Allman
Dom Jan 16, 2011 2:58 pm por Duane Allman

» Freya Russell Mozart
Sab Dez 18, 2010 9:21 pm por Freya Russell Mozart

» CERINA IANEVSKI
Sex Out 15, 2010 11:30 pm por Cerina Ianevski

» Lenora Slater
Sex Set 10, 2010 9:36 pm por Lenora Slater

» Matricula Bruno Kusac
Ter Jun 15, 2010 6:03 pm por Bruno Kusac

» Layfávre;Katherina
Qua Jan 13, 2010 4:25 am por Katherina Layfavre

Todo o conteúdo deste fórum de RPG foi baseado no universo de J.K. Rowling, meramente adaptado para o jogo.
.
Todo o design feito por Joker e Didica, desde a base à edição. Todos os direitos reservados.
.
Evidences RPG - The Newborn Age

Compartilhe | 
 

 Brand, Maryanna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Maryanna Brand
3º Ano
3º Ano


Número de Mensagens : 16
Idade : 23
Força Física : 4
Inteligência : 8
Agilidade : 5
Reflexo : 5
Equilibrio : 6
Influência : 8
Popularidade : 7
Data de inscrição : 21/04/2009

MensagemAssunto: Brand, Maryanna   Dom Abr 26, 2009 5:30 am

## The Player Behind The Character

Player: Nany
Idade: 15
Cidade: Preciso mesmo falar do fim do mundo de onde eu vivo? Melhor não, vocês não gostariam de saber. Afinal é um lugar perdido no Pantanal.
Já jogou com a Equipe Dissendium antes? ... Não
Como descobriu o Poor Caravell? Influência da Géh...


## The Character


~ Important things about




Nome Completo: Maryanna Brand
Idade: 20
Data de Nascimento: 30 /10/2029
Nacionalidade: Norte Americana - Carolina do Norte, EUA
Sangue:Puro
Particularidade: Pinta ao lado da boca
Photoplayer/Avatar: Hanna Beth
~Family and Others


Filiação: Anna e Marcus Brand
Irmãos: Filha única
Outros Familiares: Avós maternos na Europa
Família (em caso de Herdeiros/Tradicionais): Brand's

~ Fears & Defects


Manias:
Todo mundo tem manias, eu não sou diferente. Creio que não tenho manias tão anormais, talvez só seja mais uma jovem com as mesma manias tão frequentes em vários locais do planeta. Acho que a primeira mania a destacar é Sonhar de olhos abertos. Mas me diz quem nunca fez isso? É tão bom. Uma sensação gostasa até, eu amo fazer isso. Imiginar como tudo poderia ser, uma forma diferente de se viver, mas é claro não dá pra viver o tempo todo assim.
Agora voltando a contar minhas manias, acho que o hábito de se olhar no espelho conta? Todas nós mulheres fazemos isso com frequencia, as vezes nem notamos, costume.
Eu gosto também de imaginar meu futuro, isso vale? Eu tento planejá-lo. Claro que nunca dá certo, sai tudo sempre ao contrário, me conformei.
Uma mania que as vez me encomoda é a de morder os lábios quando estou nervosa, AH, isso estraga a maquiagem. Meu batom toda hora tem que ser retocado. Mas enfim, acho que são só essas manias que são válidas.

Qualidades:
Minhas qualidades? Essa pergunta é bem dificil, pois falar de nós mesmo é tão complicado. Ah, eu me acho excepcionalmente sincera, às vezes até demais, mesmo assim considero como qualidade. Quem nunca ouviu aquele ditado: Antes suportar a dor da verdade do que viver num mundo de sorrisos com a mentira? Tá, o ditado não é bem esse, mas eu não lembrei dele.
Me acho bem inteligente, esperta. Afinal todos nós somos inteligntes e temos capacidade de fazermos o que quisermos. BOm, agora achei mais umas qualidades minha, persistência, garra, acho que ta de bom tamanho né? As pessoas vivem em constante evolução, talvez daqui pra frente eu obtenha mais qualidades.

Defeitos:
Falar de defeitos? Hum, mais dificil ainda. Um defeito meu que dá trabalho é a irritação. Nossa, eu sou uma pessoa muito fácil de perder o controle, tento mudar isso, talvez um dia eu consiga ter total controle, mas até lá tento conviver com os demais assim.

Eu também sou um desastre, derrubar coisas é meu hobbi, digamos assim. Não é porque eu quero, acho que eu atraio os objetos para o chão, pois não é possível derrubar tanta coisa assim, tento prestar mais atenção, mas simplesmente não adianta.
Teimosia, ta aí. Isso é um defeito meu, mas se olharmos bem, também pode ser considerada uma qualidade, não é?

Medos:
Dentre meus maiores medos está a insegurança de não conseguir me formar no curso que eu escolhi. Tenho medo de ser deixada pra trás. Ser dependente de alguém pra sempre, sabe.
Mas e se eu não gostar do meu trabalho? Se não for bem o que eu espero? Tenho medo disso também.
Agora eu morro de medo de não ter sucesso. De falir. Ah, Merlim que me ajude, pois eu tenho fé e esperança que eu vou conseguir! /masserámesmo?

Sonhos:
Caraca, meu sonho mesmo é mostrar a meus pais que eu sou uma pessoa digna de confiança, responsável acima de tudo. Eles não acreditam em mim, mas se eu me formar (que é meu sonho) vou mostrar a eles.
Eu alcançarei minha meta, vocês vão ver.

Aspirações:
Ah, além de ter notas boas na facul? Eu aspiro ser uma profissional renomada, quem dera. Eu lá recebendo agradecimentos por ter feito meu trabalho bem feito. /sonha.
Mas tenho fé nisso, esperança é a última que morre, não é mesmo?
~ School Years



Academia de Magia: Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts
Casa/Associação: Sonserina
Méritos Escolares: Capitã e batedora de meu time de quadribol no 5º ano
Curso desejado: Esquadrão de Execução das Leis Mágicas
NIEM's obtidos nas matérias do Curso
- Trato de Criaturas Mágicas - 5
- Defesa Contra Artes das Trevas - 6
- Feitiços - 6
Fraternidade desejada: Stigma Tau

~ What doesn't kill you makes you stronger


Atributos pessoais- Força Física: 4
- Inteligência: 8
- Agilidade: 5
- Reflexos: 5

- Equilibrio:
6
- Influência: 8

- Popularidade:
7


Última edição por Maryanna Brand em Ter Abr 28, 2009 12:26 am, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maryanna Brand
3º Ano
3º Ano


Número de Mensagens : 16
Idade : 23
Força Física : 4
Inteligência : 8
Agilidade : 5
Reflexo : 5
Equilibrio : 6
Influência : 8
Popularidade : 7
Data de inscrição : 21/04/2009

MensagemAssunto: Re: Brand, Maryanna   Dom Abr 26, 2009 6:02 am

~ Making a Memory



Bem, vamos ao começo. Talvez vocês considerem minha história comum, talvez não. Tudo depende do ponto de vista de cada um, é claro. Assim então que posso dizer que tudo teve início, uma batalha de opiniões diferentes, outra época, outro lugar.

Meus pais já eram formados na escola, freqüentavam agora uma faculdade. No dia em que as matrículas foram liberadas, ambos estavam na fila de inscrições. Minha mãe Anna Stevens queria ser jornalista, meu pai, Marcus Brand, por outro lado Obliviador.

Não contentes com suas próprias escolhas, formaram rodas de conversas para opinarem uns na vida dos outros. Assim foi até o fim do dia, minha mãe Anna estava furiosa por Marcus ter dito que a carreira que ela seguiria era para pessoas não dotadas de muitos dons, então para ser jornalista, bastava escrever.

O início das aulas na faculdade da Inglaterra se daria em poucos dias, então com toda correria o tempo passou, e os alunos começaram a se concentrar no portão da faculdade. Todos eles sorridentes e felizes com seu primeiro dia de aula.

O zelador carrasco abriu o portão brutalmente, mostrando sua feição mal humorada por alguns instantes. Mas isso não conseguiu arrancar nenhum susto, então rapidamente virou a cara e se dirigiu para dentro do castelo, sendo seguido por todos os alunos.

Marcus andava com uma turminha de alunos que se achavam superiores e viviam gozando da cara dos outros – principalmente com quem tinha condição financeira baixa. O grupo se mantinha sempre afastado dos demais alunos, o que deixava alguns alunos bem curiosos.

Anna era diferente, era de sangue puro, mas não dava mais valor à raça e sim ao coração. Ela sempre se destacava por sua bondade característica. O grupo ao qual ela seguia não era demasiadamente sonso, mas aplicado.

O grupo dos superiores se nomeava Corvos, por poderem estar acima, no alto, sobrevoando os outros, por terem mais condições. O grupo de Anna não gostava de se colocar distintivo, porém isso foi feito, os chamavam de Águias, pela esperteza e inteligência.

Tudo pronto para início de ano, os Corvos acharam seu alvo de piadas, os Águias. Não tendo muito saco para agüentar as constantes irritações Anna decidiu tirar satisfação com o líder dos Corvos, Marcus.

Na calada da noite ela saiu do dormitório e se deparou com Marcus no caminho, irritada ela o gritou pelo sobrenome:

- Brand! – olhou para ele carrancuda

- Ora, ora. Quem temos aqui? A renomeada nerd, senhorita Stevens!

- Para de bancar o durão, não tem mais ninguém aqui pra rir de suas piadas grotescas! E eu vim avisar – disse ela em tom superior – Não vou tolerar mais suas brincadeiras!

- Oh! Eu deveria ficar com medo? – disse ele em tom zombador

- Por favor, chega! Eu não agüento mais isso. – caia uma lágrima do rosto de Anna - Pra mim acabou! Vou pedir transferência desta faculdade, assim que amanhecer.

- Se é assim que deseja, vai. – disse Marcus displicente.

Anna desatou a correr pelos corredores de volta a seu dormitório, trancou a porta e começou a arrumar suas coisas, fez as malas silenciosamente e depois se deitou em sua cama esperando o raiar do sol.

Quase todas as meninas tinham se levantado, menos Anna, que fingia estar dormindo. Ela se vestiu assim que o dormitório ficou vazio, tinha sua primeira aula agora, mas iria pedir sua transferência para uma faculdade na América.

Saiu e foi ao escritório do diretor, ele estava ocupado, ela o aguardou. Instantes passaram, e finalmente alguém saiu da sala do diretor, era Marcus, aquele grandalhão aborrecente, mas incrivelmente lindo.

Ele formou em seu rosto, um sorriso inconfundível e disse a Anna:

- Boa sorte com a transferência. – riu.

Anna não deu à mínima, entrou no escritório quando o diretor a chamou. Ela se sentou em uma cadeira a frente do diretor Peter Skin e ficou em silêncio, aguardando o diretor se pronunciar, então ele disse:

- Pois não? Em que posso ajudá-la senhorita Stevens? – ele tinha um bigode prateado, combinando com seus cabelos prateados curtos.

- É... Pode sim. Eu gostaria de pedir transferência desta escola. – ela disse meio insegura.

- Ah, creio que o esbarrão com o senhor Brand, tenha lhe deixado chatada, mas creio que mudar de escola, país por este motivo não é necessário. – disse ele bondoso – O senhor Brand veio aqui, pouco antes da senhorita, para pedir desculpas e prometeu se comportar.

Anna ficou espantada com o que tinha ouvido. Marcus ia parar de torrar a paciência de uma garota dos Águias, magrela, baixinha, morena e sem muitas condições financeiras? Não podia ser verdade, mas o diretor tornou a falar:

- Creio que esteja espantada minha cara, mas não é necessário. Tomei providencias e garanto a senhorita que isso não vai voltar a ocorrer. – disse ele se levantando e conduzindo Anna até a porta.

- Obrigada – disse ela ao diretor, ainda desconfiada.

Anna não tinha muitos amigos na escola, então guardou isso para si mesma, querendo comprovar o que o diretor dissera. Assim que tocou o sinal para a segunda aula, a garota Stevens correu pelos corredores, querendo esbarrar no grupo dos Corvos, liderado por Marcus.

Hoje era um dia de sorte - se é que podemos dizer assim de um encontrão com o grupo mais odiado da escola - na primeira virada, lá estavam eles, os Corvos. Todos em rodinha, rindo alto de suas piadas.

Anna fez questão de passar por perto deles, quando ouviu Robert chamar um colega e comentar:

- Olha lá a nerd – apontou para Anna e em seguida ouviram Marcus:

- Parem de zombar a garota, vocês não tem mais o que fazer não? – ele assumiu tom sério.

- Ui, será que o Marcus está gostando da garota em pessoal? – perguntou Tom, outro colega.

- Cala a boca, Tom! Não sabe o que ta falando, eu só pedi pra parar um pouco. – disse Marcus furioso enquanto se afastava do grupo.

Não acredito nisso, pensava Anna, ainda não acreditando no que ouvira. Era possível ele mudar? Isso faria com que o diretor disse ser verdade. Realmente ele deu jeito, mas como? Não era da conta de Anna, mas... Faria mal perguntar?

Ela se apressou e seguiu Marcus, puxando pela camisa. Ele a olhou e perguntou:

- O que mais você quer? Não ta satisfeita de ver eles me zoando? – disse em tom de amargura

- Não, eu só queria agradecer – disse Anna tímida.

Marcus tirou a expressão de fúria do rosto e disse:

- Bem, já agradeceu. Pode ir

- Tá eu já vou, só queria saber o porquê da sua mudança, posso? – arriscou Anna.

- Não, não pode. Talvez um dia te fale, mas escuta aqui to atrasado. Até. – ele saiu disparado.

Anna não confirmou sua suspeita, mas percebeu que tinha algo errado ali. Na esperança de saber ela começou a andar sempre por perto de Marcus, esperando que um dia ele contasse a ela o real motivo.

Não demorou muito pra Marcus perceber a presença dela, ele agia diferente quando ela estava por perto, quando finalmente ela decidiu dizer a ele o que achava que estava sentindo, o puxou para um canto na hora que deu o sinal para a aula e falou:

- Olha, acho que percebi o que você está fazendo. Você ta se fingindo de bonzinho para ter chances de passar, mas para, chega. Eu não sou ...

Ela não conseguiu terminar, foi interrompida por Marcus, que disse:

- Será que você não percebe menina? Dá um tempo, cai na real.

- Não eu não percebo. Eu sei que você ta querendo sair como mocinho da história, mas...

Ela foi calada quando Marcus avançou e a beijou. Aquilo parecia loucura, ele estava afim dela? Mas como isso era possível? Ele a odiava. Ela o odiava, ou será que não? Tudo ficou confuso, Marcus saiu apressado para o outro lado.

Anna correu atrás dele, dizendo:

- Peraí, porque não me disse antes? – disse ela chegando próximo a ele.

- Porque eu não tinha certeza que estava pronto pra dizer

- É isso então significa que... ?

- Que eu gosto de você – falou Marcus tímido – E se você me der uma chance...

- Peraí, você está disposto mesmo a enfrentar todos os seus amigos? – Anna se espantou.

- É eu to disposto, topa? – falou cauteloso.

- Não sei o que vão falar, mas é claro que eu aceito. – suspirou feliz

Assim foi o começo de um relacionamento que dura até hoje, cujo fruto sou eu, Maryanna Brand. Agora é bem mais fácil falar, eu acho. Meus pais moram em Londres e foi lá que eu nasci. Tive uma boa educação até meus 11 anos, quando fui mandada para Hogwarts para o meu primeiro ano na escola.

Meu pai pareceu se orgulhar de minha casa, Sonserina, ao contrário de minha mãe que não achava o mesmo. Eu não ligava o importante era estar ali, me formar, meu sonho sempre foi trabalhar no ministério, então eu alimentava esse sonho sempre.

Papai sempre me mandava cartas contando como estava todo mundo, Hogwarts foi tranqüilo, eu nunca fui tão bagunceira e caçadora de encrenca quanto os outros, eu sabia no que isso ia dar. Já tinha ouvido várias vezes a história de papai e mamãe e de como eles se conheceram, portanto não arriscava quebrar a cara dessa maneira.

Eu já tinha arrumado confusões pela escola, mas me safei graças à ajuda do diretor de nossa casa (Sonserina), ele sempre ajudava todos nós. Os outros alunos de outras casas se mordiam com isso, mas fazer o que? Sonserina sempre prevalece a eles.

No quinto ano eu tive destaque na escola, fui finalmente capitã, após ter jogado o terceiro e quarto ano como batedora. Me reconheceram e me deram a vaga. Eu não posso dizer que fui uma má capitã, nem que fui uma boa capitã, mas acho que fiz o que precisava.

No sexto ano não tem muito a se falar, a não ser que uma detenção por causar um tumulto no corredor sirva, mas creio que não. Sétimo ano foi o melhor, fui uma das melhores alunas da minha turma, é isso não é pra qualquer um.

Não sou uma cdf, só me esforcei, até porque isso de ser cdf é brega demais. Bom, não importa. Eu terminei o sétimo ano com os demais alunos que prosseguiram todo esse tempo comigo, poucos tiveram a importunidade de reprovar.

Enfim, cheguei à época atual, meus 18, 19 anos foram pacatos, assim que atingi a maioridade e terminei meus estudos voltei para casa ainda e vivi todo esse tempo trabalhando com meu pai que era empresário de um trouxa de sucesso, que eu nunca conseguia lembrar o nome. Minha mãe não trabalhava, pois meu pai não permitia. Eu sei essa moda realmente é ultrapassada, mas fazer o que a vida é deles.

Aos meus 20 anos fiquei sabendo da abertura da Poor Caravell University, então decidi arriscar na carreira que eu sempre quis. Entrar para o Esquadrão de Execução de Leis Mágicas poderia finalmente estar ao meu alcance, é eu não ia perder a chance.

Assim que tive oportunidade me matriculei na universidade no curso que eu queria e finalmente estava pronta para viver mais alguns anos de estudo e me formar. Eu ia tornar a quebrar a cara ou ia conseguir mesmo? Minha mãe dizia que u tinha que confiar em mim mesma, então foi assim que eu arrumei minhas malas e me mandei para a universidade, eu não ia perder minha formação por nada.

-

“Eu Taiany, li e concordo com as regras gerais do Poor Caravell. Responsabilizo-me por todas as atitudes do meu personagem, Maryanna Brand, e estou de acordo com a participação do mesmo em possíveis situações impostas pelo narrador, de forma a contribuir com a trama central”
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rainha de Copas
Reitoria
Reitoria


Número de Mensagens : 83
Data de inscrição : 06/02/2009

MensagemAssunto: Re: Brand, Maryanna   Ter Abr 28, 2009 1:01 am

Olá Srta. Brand! Bem-vinda à sua seleção...

Nome, idade, data de nascimento, nacionalidade, corretos. Avatar Liberado!

Mais uma Americana dando o ar da graça pelo nosso campus? Perfect! Vamos ver o que nos aguarda.

Vamos a sua lista de qualidades. Sincera ao extremo, inteligente e esperta - Great! Não se preocupe minha jovem, você não é a única que sonha acordada, fique certa disto. Teimosia, pavio curto, desastrada, como conciliar tudo isto? Espero que não machuque ninguém nesses momentos de "fúria".

Ora, ora, faz tempo que não vejo uma Sonserina por aqui, estava demorando para aparecer uma. Enfim, vamos ao que interessa: Distribuição dos NIEM's corretos, bem como os atributos. Boa Sorte em seu curso.

Vamos à história. Bem detalhada e sem erros aparente. Parabéns. Espero que consigar provar tudo o que pretende nesse período que estará aqui.

A Stigma Tau lhe acolherá de braços abertos. Bem-vinda a Poor Caravell University. A realeza estará de olho em você...

Aguarde Liberação!
Att.
Rainha de Copas

_________________
## Fantastic Four... Friends of the Heart!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Brand, Maryanna   Hoje à(s) 6:47 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Brand, Maryanna
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Parceria] One Piece - Brand New World
» Célula || Brave New world

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Evidences RPG  :: Secretária :: Matrículas-
Ir para: