Evidences RPG
Seja Bem-Vindo ao Evidences RPG.

Um fórum do Mundo de Harry Potter que envolve mistério, suspense e acima de tudo magia.

Se já é um membro, faça o login, se ainda não é, registre-se.



 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
welcome
Seja bem-vindo ao Evidences RPG. Já parou para imaginar uma Universidade Bruxa? A época de transição dos personagens da adolescência para a vida adulta. Misturado com suspense e drama, esse RPG mostra o mundo de J.K. Rowling visto por outra perspectiva. Junto com magia e suspense, Poor Caravell é uma ex-fortaleza para refúgio de guerra que guarda muitos segredos. Assassinatos, pistas, anagramas. Sua resolução? Não há. Quem terá de ser o detetive, desvendar as pistas e ver o que há por trás de vários assassinatos nesta Ilha, não será só o seu personagem, mas você também. Venha desvendar o jogo de códigos.
25/12/49
Tarde
.
Ano: 2049
Dia da Semana: Sexta-Feira
Mês: Dezembro
Lua: ------
Estação: Inverno
Previsão do Tempo e Ações do Período: A neve volta a cair sobre os terrenos da PCU. Um vento gélido sopra na direção sul, pouco convidativo a sair das Fraternidades. Finalização das ações da Manhã.
Duração do Período: 06 de Maio até 20 de Maio.
Parceiros:
Para tornar-se um parceiro deste fórum, entre com a conta Parceiro e envie uma MP para O Narrador com o link do fórum e um Button!
Últimos assuntos
» Modelo de Matrícula
Qua Jan 18, 2012 10:03 pm por Annabella M. Evans

» Matricular-se
Dom Jan 15, 2012 7:20 pm por Jaeky Phantaimes

» Minha Matricula
Ter Nov 15, 2011 3:05 am por Stela Turner

» Juliana Frick
Sab Out 01, 2011 1:01 am por Juliana Frick

» Ômega Kappa Quidditch
Ter Jul 26, 2011 6:57 am por Cream Cracker

» Nova Hogwarts!
Dom Abr 03, 2011 2:15 am por alexrommel

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:40 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Sab Mar 12, 2011 4:38 am por Felipe S.

» Nova Hogwarts!
Ter Mar 08, 2011 8:46 pm por Felipe S.

» Duane Burbridge Allman
Dom Jan 16, 2011 2:58 pm por Duane Allman

» Freya Russell Mozart
Sab Dez 18, 2010 9:21 pm por Freya Russell Mozart

» CERINA IANEVSKI
Sex Out 15, 2010 11:30 pm por Cerina Ianevski

» Lenora Slater
Sex Set 10, 2010 9:36 pm por Lenora Slater

» Matricula Bruno Kusac
Ter Jun 15, 2010 6:03 pm por Bruno Kusac

» Layfávre;Katherina
Qua Jan 13, 2010 4:25 am por Katherina Layfavre

Todo o conteúdo deste fórum de RPG foi baseado no universo de J.K. Rowling, meramente adaptado para o jogo.
.
Todo o design feito por Joker e Didica, desde a base à edição. Todos os direitos reservados.
.
Evidences RPG - The Newborn Age

Compartilhe | 
 

 GREEN, Annelyse

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Annelyse Green
1º Ano
1º Ano


Número de Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/02/2009

MensagemAssunto: GREEN, Annelyse   Ter Fev 24, 2009 1:19 am

The Player Behind The Character__

Player: Geh
Idade: 18 aninhos
Cidade: Ouro Preto
Já jogou com a Equipe Dissendium antes? Nem sei o que é isso... Rolling Eyes
Como descobriu o Poor Caravell? Bola de Cristal

The Character__

xx
- Important things about -

Nome Completo: Meu nome é Annelyse “Alyehs” Green. Não posso dizer exatamente que esse é o nome mais lindo que eu já vi na vida - longe disso - mas bem, não fui eu que escolhi – porque se tivesse sido, teria muito mais glamour.

Annelyse - parece com “análise”, não acho muita graça nisso, mas enfim, talvez meus pais se julgassem muito bons nesse tipo de coisa e ao me verem nascer – taránnn – colocaram esse nome em mim. Ô falta de sorte né? Mas até que não é muito ruinzinho se comparado ao resto, e eu sempre posso ser chamada de Anne ou Lyse, concordam?

Alyehs – É, eu sei, agora meu segundo nome lembra aqueles seres de outros planetas, os “aliens”. Bem, nessa universidade eu até diria que estou mesmo um tanto perdida ou deslocada: a típica caloura desprovida de uma renda não tão alta como as dos demais, entende? Bem, talvez meu nome indicasse o tempo todo, essa minha predestinação.

Green – Olha que maravilha, agora meu sobrenome é uma cor: verde. Emocionante não é? Bom, eu não acho muita graça. Enfim, só pra ninguém esquecer, eu sou Annelyse Alyehs Green, ou ainda a "Análise dos Aliens verdes", para os mais bem humorados. ¬¬

Idade: Bem, eu acabei de fazer meus 18 anos, o que eu posso dizer é que uma idade interessante – ao menos eu estou passando por mudanças, como o início da minha vida de universitária.

Data de Nascimento: Nasci no dia 08 de março de 2031, o dia Internacional da Mulher. Bom, mais um motivo para eu me orgulhar do que sou, certo?


Nacionalidade: Nasci na Inglaterra – Manchester para ser mais precisa - e parece que vou viver e morrer na Inglaterra. Minha família não é do tipo “vamos mudar de ares”, por isso eu vou ser obrigada a aturar os ares ingleses o resto da vida – a menos que eu assalte o “Gringotes”, por exemplo, o que é potencialmente problemático.

Sangue: Sou mestiça. Mamys bruxa, pápis trouxa – mais trouxa impossível eu diria, mas isso não vem ao caso. O fato é que se estou aqui hoje, o mérito é dos genes maternos, sem contribuição da outra parte.

Particularidade: Nenhuma

Photoplayer/Avatar: Emilie de Ravin
- Family and Others -


Filiação: Ok... Vamos aos nomes. Eu sou filha de Clarisse Elizabeth Adams e até onde eu sei, meu pai é Isaac Lomas Green – olha aí o culpado do meu nome ter ficado “verde”. Eu só não entendo porque eles com nomes tão bem apresentáveis reservaram o pior para mim, mas bem, não adianta chorar pelo leite derramado.

Irmãos: Se eu tenho irmãos? Claro. Já repararam que as famílias mais pobres são as que têm mais filhos? Muito provavelmente isso deve servir apenas para gerar mais brigas quando chegar o triste momento de repartir a “herança”.

Todos são mais velhos que eu, e bem, meus pais não são velhos, apenas tiveram a falta de sorte de terem trigêmeos, o que adiantou o processo. Para ser mais exata nessa história toda, tenho cinco irmãos – sim, além de ser a mais nova eu sou a única garota, o que deixa tudo mais complicado. São eles: Guinevere – teve mais azar que eu em questão de nome, coitado - Thomas e os trigêmeos: Arthur, Yohan e Emmer.

Outros Familiares: Como qualquer outra família, a minha não começa com meus pais, óbvio. Tenho tudo o que se tem direito: Avôs, avós, tios, primos, sobrinhos, padrinhos,
madrinhas e por aí vai. Não convém mencionar todos, right?

- Fears & Defects -

Manias: Claro que eu tenho manias, quem não as tem? Algumas coisas são tão freqüentes em nosso cotidiano, são atos totalmente involuntários que de certa maneira nos caracteriza. Acredito que não tenha tantas manias assim, mas vamos dar início à nossa pequena listinha:

>> Levantar com o pé direito. Ok, ok, eu sou supersticiosa, fato. Acredito que as coisas podem ser horríveis se ao levantarmos da cama, colocarmos primeiro o pé esquerdo no chão. Isso parece totalmente absurdo, eu sei, mas oras, não posso lutar contra as minhas crenças não é? Sei que se um dia eu deixar de fazer isso e algo acontecer errado, eu vou me corroer de remorsos e arrependimentos, portanto está aí, primeira mania citada.

>> Falar sozinha. Bem, isso é uma mania, não é? Simplesmente tenho altas conversas com o além. Exponho pensamentos, perguntas – como se alguém fosse me responder – e tudo o mais. Alguns podem até me chamar de louca ou dizer que eu tenho um amigo imaginário aos 18 anos, mas bem, que culpa tenho, se adquiri esse hábito?

>> Ler revistas de trás para frente. Simplesmente acho muito mais interessante lê-las ao contrário, é algo automático. As matérias finais me chamam mais atenção do que as iniciais - e é claro a curiosidade existe. Acontece também com os livros, não consigo resistir ao fato de ler o capítulo final depois de ter terminado o primeiro.

>> Roer as unhas. Um péssimo hábito eu diria, é tão mais feminino manter as unhas com um tamanho ideal e sempre bem cuidadas não é? Muitas foram às vezes que eu prometi que pararia com essa mania, mas bem, muitas foram também às vezes que eu não consegui cumprir. Vou aproveitar o momento e prometer de novo, às vezes eu tenho mais sorte agora.


Qualidades: Ah qualidades... Claro que tenho qualidades, como não as iria ter? Aliás, eu acho que poderia ter apenas as qualidades nestas fichas, onde já se viu ficar olhando os defeitos dos outros? Coisa mais feia... Enfim, vamos direto ao ponto.

>> Ser Otimista. Sabe aquela coisa de ver tudo pelo lado positivo? De pensar que no final tudo vai dar certo e que todos serão felizes? Pois bem, eu sou assim. Procuro ver as coisas pelo seu melhor ângulo, sem me importar com as chances existentes para tudo dar errado.

>> Corajosa. O ponto que é ao mesmo tempo uma qualidade pode vir a se tornar um defeito, mas bem, vou considerar como a primeira opção. Não me assusto com facilidade, e bem, curto os famosos “esportes radicais”. Sabe daquelas que topam alguma coisa mesmo sem saber exatamente do que se trata? Então, eu sou dessas. Corro o risco de “quebrar a cara” a qualquer momento, mas enquanto isso não acontece...

>> Ser Organizada. Bem, ser a única mulher da casa após sua mãe faz você pegar certos hábitos. Enquanto tinham seis homens que faziam o favor de colocar a casa de cabeça para baixo, lá estávamos eu, minha mãe e a pobre da empregada. Sempre fui cuidadosa com minhas coisas e tenho ciúmes delas – fato - por isso mantenho tudo em seu devido lugar.


Defeitos: Bom, eu preferiria dizer que não tenho defeitos, mas este já seria um defeito, afinal de contas seria uma grande mentira. Após um tempo de análise – o que fez me lembrar de alguns apelidos odiosos que ganhei desde que me entendo por gente – eu consegui pensar em alguns...

>> Materialista. É, infelizmente eu sou, e bem, fazer o que? Sou apegada a matéria sim, a tudo o que tenho. Sei que após a morte não levaremos nada do que conquistamos em bens materiais e toda aquela conversa que a gente escuta pelos que dizem que não tem esse tipo de apego. Entretanto, não estou interessada com o que vai acontecer após a morte, e sim, com o momento que estou vivendo.

>> Gananciosa. Oras, eu tenho direito a sonhar com uma vida melhor, não? Quem não quer uma vida próspera? Quem não quer estar no topo? Pois bem, eu quero e não me sinto culpada por isso.

>> Geniosa. Bem, não levo desaforo para casa. Por mais que eu tente me controlar, o insulto - ou seja lá o que for - fica engasgado. Não sou totalmente explosiva, daquelas que arrumam briga por qualquer coisa, mas simplesmente questiono tudo o que não estou de acordo. Não sou levada por qualquer história sem nexo ou por idéias descabidas.


Medos: Para alguém como eu, que me considero corajosa ao extremo, é difícil encontrar muitos medos ou fraquezas. Não significa que eles não existem, mas que estão escondidos em algum lugar, prontos para serem revelados.

>> Não fazer tudo o que quero. Bom, eu tenho planos, metas, sonhos – como vocês verão logo mais. Saber que eu posso não realizá-los me deixa apreensiva, insegura. Sim, eu diria com todas as letras que isso é um dos meus maiores medos.

>> Morte. O medo comum que tá presente em todas as pessoas. Sim, não temo só pela minha vida, mas também pelas que gosto.

TO BE CONTINUE...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Annelyse Green
1º Ano
1º Ano


Número de Mensagens : 46
Data de inscrição : 21/02/2009

MensagemAssunto: Re: GREEN, Annelyse   Sex Mar 06, 2009 11:29 pm

Sonhos: É bom sonhar. O que seria da vida sem sonhos? O que seria de mim sem meus sonhos meio ou totalmente lunáticos? Que graça teria viver? Ficar esperando que nada aconteça, que o dia de amanhã seja exatamente igual ao de hoje e saber que você nunca fará nada realmente grandioso. Eu tenho sonhos!

>> Dar a volta ao mundo! Viajar, viajar e viajar. Esse deveria ser o lema de vida da maioria das pessoas. Eu consigo me imaginar em cada continente! Vejo-me dando umas voltas em Paris, curtindo um romance em Amsterdã, perdida no consumismo de Nova Iorque e em mais milhares de outros lugares. Sim, isso é algo que eu realmente pretendo fazer.

>> Alcançar o sucesso! Eu não vou ser hipócrita a ponto de dizer que não queria estar no auge. Ser vista e admirada seria algo com o qual eu poderia me acostumar. Não escondo de ninguém que eu quero ter uma vida melhor. Oras, estamos falando de mim, a garota que vive na fraternidade mais “excluída” do campus por assim dizer, e enfim, permanecer nela não é algo que uma adolescente pretende...

>> Ter sorte no jogo! Bem, provavelmente você está pensando que eu sou louca, afinal sorte no jogo significa o que? Azar no amor. Bom, amor eu não ando tendo mesmo, então porque não apelar para o outro lado da moeda? Se o azar pode chegar, a sorte também deveria, não é? E não se pode dizer que ter sorte no jogo não nos oferece muita coisa...

Aspirações: Vamos para as minhas aspirações. Tenho que confessar que nunca falei tanto assim de mim, esse negócio cansa! Mas enfim, vamos a última parte desse quesito. Quem sobreviveu aos defeitos, qualidades e medos, sobrevive a mais este, certo?!

>> Trocar de nome. Fala sério, você também iria querer se estivesse no meu lugar. Qual a pessoa que adoraria ser chamada de Análise? Pior, ainda temos o complemento: “...dos Aliens Verdes”. Bem, se meus “amigos” me chamam assim, imaginem meus inimigos...

>> Sair da Beta Alfa. Bom, lá não é de tudo ruim. A fraternidade é até simpática e confortável, mas tem um problema imenso: não oferece nenhum tipo de status social. Eu sei, eu sei, estou batendo na mesma tecla há horas, mas enfim, o que eu posso fazer se as pessoas se importam com esse tipo de coisa?

- School Years -

Academia de Magia: Bem, não é muito difícil imaginar onde estudei durante todos esses anos. Inglesa, morando em Londres – um caminho a seguir: Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Bem, lá eu tive um pouquinho mais de sorte do que estou tendo aqui, não se dividia a moradia dos alunos pela situação financeira, mas enfim, tudo que é bom acaba e se me permitirem vou utilizar um velho ditado trouxa: “Felicidade de pobre, dura pouco”.

Casa/Associação: Aposto que vocês já sabem que casa eu pertenci, estou certa?! Não, esqueçam o lado da ganância, eu particularmente acho que minha coragem fala mais alto, e bem, não fui a única. No meu primeiro dia em Hogwarts, quando aquele chapéu não muito estiloso foi colocado sobre a minha cabeça, eu escutei a vozinha dizer: Grifinória.


Méritos Escolares (monitoria, capitania): Bem, eu não fui nada! Nem monitora – apesar de ter desejado por uns dois minutos – e muito menos capitã...

Curso desejado: Tem coisa melhor que trabalhar com dinheiro? Centenas e centenas de moedas passando para lá e para cá. Bem, garanto que deve ser frustrante saber que ele não pertence a você, mas de qualquer forma, eu acredito que a proximidade com o mesmo, talvez o atraia. Já adivinharam? Pois bem, eu quero ser Banqueira.


NIEM's obtidos nas matérias do Curso: Bem, muitos podem dizer que eu não sou desse planeta, mas até que eu me acho bem esperta. Para que perder meu tempo precioso fazendo um curso que exige 5 NIEM’s, quando eu posso fazer um tão interessante quanto e ser necessário 1 NIEM apenas? *-*

Matéria Exigida:
Aritmancia ------------- 6 (Bem, já que é uma matéria só, valeu a pena tirar ao menos a nota máxima)

Fraternidade desejada: Fraternidade desejada? Vocês só podem estar de brincadeira, né? Desde quando eu pude “escolher” minha fraternidade? Queridos, se eu pudesse, eu não estaria onde estou, right?! Bem, a fraternidade “imposta” foi a Beta Alfa!

- What doesn't kill you makes you stronger -
Atributos Pessoais

Força Física - 6
Inteligência - 7
Agilidade - 6
Reflexos - 6
Equilibrio - 6
Influência - 5
Popularidade - 7

TO BE CONTINUE...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
GREEN, Annelyse
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Green Valle - Ninfas, Fadas e Aventuras.
» GREEN, Stephanie

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Evidences RPG  :: Arquivo Matrículas-
Ir para: